• Time Clínica Quiropraxia Equilíbrio

QUAIS OS RISCOS DO TRABALHO EM EXCESSO PARA A SUA SAÚDE?

Conheça os perigos do trabalho excessivo e saiba como evitá-los.


Sabe aquela sensação de que você tem trabalhado cada vez mais, não tem tido tempo para mais nada e mesmo assim parece que não consegue ser produtivo da mesma forma que fazia antes? Quanto mais você trabalha, mais parece que tem que trabalhar? Você não está sozinho. Este sentimento é cada vez mais comum.


Responda aí para você mesmo: qual foi a última vez que você relaxou de verdade? Quais atividades você tem na sua rotina que te trazem prazer, satisfação e relaxamento?


Dedicar-se ao trabalho é algo extremamente importante. Porém, quando esta dedicação se torna uma obsessão e prejudica a sua vida pessoal, saúde e bem-estar, é preciso rever alguns pontos. Este excesso pode gerar problemas físicos e psicológicos muito sérios, como a Síndrome de Burnout, tão falada atualmente.


Mas, se você está lendo este artigo, se identificou e se interessou, já é o primeiro passo. Vamos entender aqui quais os riscos que este excesso de trabalho pode acarretar à sua vida e como fazer para evitar entrar nesse círculo vicioso.


Fique atento aos sinais e perigos do trabalho excessivo.


Fadiga


Aquele desânimo, cansaço, falta de disposição que sentimos são umas das consequências mais comuns e das primeiras a aparecerem quando trabalhamos em excesso. Nosso corpo e nossa mente precisam parar para se recuperar de tempos em tempos. E quando não fazemos isso, a fadiga excessiva, o desânimo e a falta de motivação até para atividades que nos dão prazer são os primeiros sinais.


Alimentação inadequada


Você fez suas refeições hoje corretamente? Outro sinal importante do trabalho em excesso é o descuido com a alimentação. Refeições são substituídas por lanches rápidos (geralmente não saudáveis) e os intervalos entre elas não são respeitados. Isso pode gerar ganho de peso, gastrite, diabetes, anemia, colesterol elevado e outros.


Qualidade do sono


Se a nossa mente e nosso corpo precisam repousar, como dissemos acima, a noite de sono é o momento mais importante para isso acontecer. Nada substitui uma boa noite de sono revigorante para que o corpo e a mente possam trabalhar na sua melhor forma. A privação do sono pode gerar sonolência, irritabilidade, déficit de memória e concentração, além de outros riscos sérios à sua saúde.


Estresse constante


É uma verdadeira bola de neve. A pessoa que entra neste ritmo passa a se preocupar cada vez mais e a todo momento. Este estado de alerta constante, com altos níveis de cortisol no corpo, mexe com a pressão arterial, níveis de açúcares no sangue e outros problemas de saúde física. Além de impactar fortemente no convívio e relações interpessoais.


Dores pelo corpo


Nosso corpo reflete diretamente os sinais de um trabalho excessivo. Principalmente quando este excesso está ligado a uma falta de ergonomia durante a atividade profissional. Dores nas costas, pescoço e membros são muito frequentes e podem virar crônicas, dependendo da situação.


Doenças emocionais e psicológicas


Este excesso pode acabar por desencadear situações de problemas psíquicos e emocionais muito complicados. Trata-se de uma reação em cadeia, um efeito dominó, e a pessoa que entra nesta espiral, corre o risco de desenvolver doenças como síndrome de Burnout, síndrome do pânico, depressão e muitas outras.


Queda na produtividade


Muito sem engana quem pensa que trabalhar em excesso é sinal de produtividade. Em muitos casos, esta relação é até inversamente proporcional. Quando se trabalha de uma maneira excessiva, é possível se observar uma queda brusca na produtividade. Tudo que listamos acima se somatiza, atrapalhando o desenvolvimento do trabalho diário.


E pior, por estar no centro deste furacão, a pessoa não consegue entender o que está acontecendo e acaba reiniciando todos os gatilhos, piorando cada vez mais a situação.


Dicas para evitar o trabalho excessivo e melhorar a sua saúde e qualidade de vida.


Já que identificamos os sinais e os perigos do trabalho excessivo em nossas vidas, veremos agora o que podemos fazer para quebrar essa corrente e melhorar todos os nossos quesitos por completo: vida pessoal, profissional, saúde, bem-estar e qualidade de vida.


Crie uma rotina


O planejamento e a definição de uma rotina diária a ser seguida é o primeiro passo para conseguir evitar o trabalho excessivo. Dedique um tempo e muita atenção a isto para conseguir definir com propriedade cada etapa dessa sua rotina, atribuindo a importância que realmente deve dar a cada atividade.


Identifique suas prioridades


Nem tudo que você precisa fazer tem que ter a mesma carga de atenção e urgência. Olhe para suas atividades, sua lista de tarefas a serem realizadas, e identifique quais daquelas precisam realmente ser feitas por você e, em uma escala de importância e urgência, quais as que você precisa realizar primeiro e quais que podem entrar em outro momento ou mesmo outro dia. Siga e cumpra a sua agenda diária.


Elimine distrações


Nossa mente procura por pequenas distrações o tempo todo. Isto é normal. Celular, redes sociais, sites de notícias, conversas na mesa do lado. Crie formas de “dificultar” que estas distrações surjam.


Desabilite notificações do celular, se possível, deixe-o um pouco afastado, evite acessar sites que não tenham a ver com o que está trabalhando, restrinja o uso de redes sociais no horário de trabalho, desligue a televisão, utilize fones de ouvido para ajudar a se concentrar na atividade que está executando.


Faça pequenas pausas ao longo dia


Pequenos intervalos de alguns minutos podem fazer milagres na sua produtividade e melhora da saúde física e mental. Cinco minutinhos a cada meia hora de trabalho, dez minutos a cada uma hora.


O importante é criar uma rotina de intervalos e respeitá-la. Um método muito conhecido, o Pomodoro, estabelece que a cada 20, 25 ou 30 minutos, você faça um pequeno intervalo de 5 a 10 minutos. Programe seu alarme desta maneira. Nos intervalos, caminhe um pouco por onde estiver, tome uma água, um café, oxigene a cabeça.


Valorize os momentos de lazer


Nós não podemos pensar que as atividades de lazer e que nos geram prazer são improdutivas ou desperdícios de horas que poderíamos estar trabalhando.


Ter momentos para nós, nossa família, nosso convívio social é importantíssimo. Fundamental para que toda a nossa vida continue fluindo com qualidade em todos os aspectos.


A vida é um constante equilíbrio. E nós precisamos cuidar do nosso equilíbrio interno e externo. Um influenciará e impactará o outro. E no final, somos nós que sentiremos os resultados.


Para manter este equilíbrio, fornecendo saúde e bem-estar, é que nós estamos aqui, sempre prontos para te atender e oferecer técnicas e terapias que possibilitem que você encontre a sua melhor forma física, mental e emocional. Clique no botão abaixo e agende uma visita conosco.





12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo