• Time Clínica Quiropraxia Equilíbrio

DOR NO NERVO CIÁTICO? PROCURE UM QUIROPRAXISTA

A terapia integrativa é um método altamente eficaz para ajudar a reduzir os sintomas da inflamação do ciático.



“Não posso, estou com meu ciático inflamado”.


Quem nunca ouviu essa frase de alguém ou mesmo já a falou algumas vezes? A dor no nervo ciático é uma das mais comuns e frequentemente relatadas. Se não tratada logo de início, a dor no nervo ciático pode se agravar, exigindo o uso de medicamentos e chegando ao ponto da necessidade de cirurgias.


Preparamos um artigo especial para você com tudo sobre a inflamação do nervo ciático, sua origem, sintomas, tratamento e prevenção. Continue acompanhando.


O que é o nervo ciático?


O ciático é um nervo que se origina na base da coluna vertebral, desce pelos glúteos, parte posterior da coxa e chega até o joelho, onde se divide entre nervo tibial e fibular comum, indo até os pés. O ciático é formado por diversas raízes durante toda a sua extensão.


O que causa a inflamação do nervo ciático?


A dor ciática ocorre quando há uma compressão ou dano a uma de suas raízes, afetando toda a sua extensão e causando diversos sintomas.


As causas mais comuns para essa compressão vertebral se dá pelo desgaste natural, má postura, estresse da vida diária, movimentos bruscos e a idade, geralmente ocorrendo em pessoas entre 30 e 50 anos.

Os principais músculos afetados a partir desta compressão são os músculos do glúteo e da região piriforme – a maior protagonista de lesões no ciático, localizada na região do quadril e responsável pela rotação externa dos membros inferiores.

Além da compressão nessas áreas, a dor ciática também pode ser causada por:

  • doenças degenerativas: artrose, hérnia e protrusões discais;

  • gravidez;

  • movimentos bruscos;

  • obesidade;

  • sedentarismo;

  • síndrome do piriforme: malformação genética do músculo;

  • traumas por acidentes ou sobrecarga de peso na coluna;

  • tumores e infecções.

Quais os sintomas causados pela inflamação ciática?

Os sintomas mais comuns são dores na região lombar, glúteo, panturrilha ou pernas. É muito comum a limitação de movimentos em situações simples, como se sentar, levantar-se, deitar e manter a coluna ereta. Existem outros sinais e sintomas muito fortes também relacionados a dores no ciático:

  • irradiação de dor da lombar para a perna;

  • sensação de pontadas ou de choque elétrico;

  • dormência ou formigamento na perna e planta do pé;

  • fraqueza na perna;

  • dificuldade para tossir, espirrar ou manter uma mesma posição em pé, sentado ou deitado;

  • dor que piora com repouso;

  • queimação local;

  • dores no músculo piriforme.

Se este quadro se torna crônico, pode gerar alterações de coluna mais graves como a hérnia de disco, artrose ou espondilolistese.

Tratamento para dor no nervo ciático.

Os tratamentos mais convencionais são feitos com o uso de medicamentos anti-inflamatórios, analgésicos, pomadas, bolsas de calor e fisioterapia. Em casos mais graves pode ser considerada a possibilidade de cirurgia.

Técnicas alternativas são ferramentas muito importantes para o alívio da dor, recuperação dos movimentos e a manutenção geral da saúde dos músculos e nervos.


Quiropraxia no tratamento da inflamação do nervo ciático.


Após fazer toda a avaliação do paciente, identificando as causas da compressão do nervo ciático e a estrutura afetada, o profissional quiropraxista realizará o ajuste das vértebras desalinhadas, aliviando a pressão no nervo e, consequentemente, os sintomas causados por ela.


Em muitos casos, essa descompressão rápida já produz efeitos imediatos na melhora da dor e dos demais sintomas. Além disso, auxilia a manter os discos posicionados de forma correta, evitando futuros deslocamentos.


Aliado às sessões de quiropraxia é importante um acompanhamento de perto para a manutenção do tratamento, um fortalecimento da região, mudança de estilo de vida e até mesmo a prática de exercícios físicos direcionados para que o nervo ciático não volte a inflamar.


É possível prevenir dores no nervo ciático?


Com 100% de garantia? Não. Porém, em conjunto com o tratamento quiroprático, é possível tomar uma série de medidas que auxiliarão a diminuir os episódios de dor substancialmente e, quando ocorrerem, serem em uma intensidade muito menor:

  • evite realizar movimentos bruscos;

  • procure manter a coluna em posição ereta ao caminhar e se sentar;

  • durma com a coluna alinhada;

  • sempre flexione os joelhos quando for erguer um peso do chão;

  • dê preferência aos sapatos com saltos mais baixos;

  • pratique exercícios físicos que favoreçam o corpo todo;

  • faça alongamentos diariamente;

  • evite ficar sentado por longos períodos;

  • dê preferência para sentar-se e se deitar em móveis que possibilitem uma postura ereta da coluna;

  • mantenha uma alimentação saudável — dê preferência aos produtos naturais;

  • faça manutenção do tratamento quiroprático;

  • mantenha a musculatura do abdômen forte para proteger a coluna.

Venha conhecer e sentir os benefícios que a quiropraxia pode te proporcionar em diversas situações. Além de dores no nervo ciático, a quiropraxia pode ser benéfica para muitas outras dores e até mesmo questões relacionadas a origem emocional e psicológica.

Se você gostou deste artigo e conhece alguém que se beneficiaria deste conteúdo, envie o link e convide-o a saber mais sobre a quiropraxia no tratamento da dor do nervo ciático.


Clique no botão abaixo e agende uma visita. Estamos te esperando!


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo